Grandes desastres geram grandes filmes

Olá pessoal!!!

Há muito tempo que a indústria cinematográfica gosta de criar bons filmes partindo de desastres, sejam eles naturais ou provocados por erro ou má conduta humana. Parece que há uma necessidade de provar que a raça humana é capaz de sobreviver e se reinventar não importa o que aconteça.

Aqui hoje vai uma lista de alguns desses filmes que eu gosto muito.

Daylight (1996) – estrelado por Sylvester Stallone, o filme se passa dentro de um túnel em Nova York que fica bloqueado após uma explosão decorrente de um acidente de carros. Apesar das mortes, há sobreviventes e sua única esperança é Kit Latura (Stallone), um ex-bombeiro que entra no túnel, mas precisa encontrar um meio de sair com os sobreviventes antes que o restante do túnel desabe e fique totalmente inundado. É uma história emocionante de pessoas diferentes que precisam se unir para sobreviver. Ah…o final é sensacional!

Daylight

Twister (1996) – duas equipes de cientistas viajam pelo país em busca de tornados. O objetivo de ambas é colocarem sensores dentro de um tornado para serem capazes de estudarem o fenômeno. Só que, para isso, eles precisam ficar beeeemmmm próximos do perigo. O filme conta com Bill Paxton e Helen Hunt encabeçando o elenco!

Twister

O Inferno de Dante (Dante’s Peak – 1997) – o vulcanólogo Harry Dalton (Pierce Brosnan) é chamado para observar um vulcão até então inativo em uma pequena cidade. Certo de que os pequenos sinais são indícios de uma catástrofe, Harry tenta alertar a todos, mas ninguém acredita nele, exceto a prefeita da cidade, Rachel (Linda Hamilton). Quando ele encontra uma prova concreta, é tarde demais – o vulcão já está em erupção. Agora, uma série de acidentes e perdas começa a acontecer. Mas a emoção fica por conta da tentativa de Harry em salvar sua própria vida, bem como as vidas de Rachel, seus filhos e sua sogra.

Dante’s Peak

O dia depois de amanhã (The Day After Tomorrow – 2004) – Jack Hall (Dennis Quaid) é um climatologista que vem tentando alertar as pessoas sobre os efeitos do aquecimento global, mas muitos preferem não acreditar, incluindo o vice presidente dos EUA. No entanto, professor Terry Rapson (Ian Holm) do Hedland Research Centre, na Escócia acredita em Jack e começa e obter dados preocupantes. A Idade do Gelo que se supunha voltaria em milhares de anos, parece mais próxima do que contava a humanidade. De repente, o clima começa a mudar drasticamente em todo o mundo e a sobrevivência da raça humana é ameaçada. Além disso, Jack ainda precisa enfrentar um desafio – seu filho Sam (Jake Gyllenhaal) está em Nova York para uma competição acadêmica com alguns amigos e sua única esperança de resgate está na coragem, experiência e amor de seu pai.

The Day After Tomorrow

2012 (2009) – o mito de que o mundo se acabaria em 2012 rendeu um bom filme, estrelado por John Cusack. O aquecimento do núcleo da Terra provoca deslocamentos na crosta terrestre e sucessivos desastres em todo planeta. A única saída é conseguir chegar ao Himalaia onde foram construídos navios capazes de salvar vidas. É bem interessante o paralelo feito com a história bíblica da Arca de Noé.

2012

E você? Curte filmes assim? Já assistiu esses aí? Que filme você acrescentaria?

capas

bjinhos

Texto produzido por Cibele Guerra Farias

 

Leia também:

Era uma vez… para os mais crescidos

Filmes para o Ano Novo

Filmes de Dança para o Fim de Semana

 

Um comentário sobre “Grandes desastres geram grandes filmes

  1. Pingback: FUTEBOL AMERICANO – uma paixão até no cinema | Nick na Europa

  2. Pingback: DIA INTERNACIONAL DA MULHER | Nick na Europa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *