O que não falta à mesa dos Portugueses?!?!

go to link Olá pessoal!!!

go to link Hoje vamos aprender um pouco mais sobre um alimento que não falta à mesa dos Portugueses: o Pão. Mais antes vamos entender um pouco da história deste alimento.

click here O pão terá surgido, juntamente com o cultivo do trigo, há cerca de 6000 anos, na região da Mesopotâmia, atual Iraque. O Egito (2500 a.C.) foi o país da antiguidade onde teve lugar o maior desenvolvimento na produção de pão. No Antigo Egito, o pão pagava salários e os camponeses ganhavam três pães e dois cântaros de cerveja por dia de trabalho. O sistema de fabricação dos egípcios era muito simples: pedras moíam o trigo que, adicionado à água, formava uma massa mole, que era assada.  Os Gregos (450 a.C.) aprendendo com os egípcios, melhoraram a produção da farinha e aperfeiçoaram a produção de pão amassada à mão por mulheres, ao ritmo do som da flauta. As primeiras padarias surgiram em Jerusalém, após o contato com os egípcios, com quem os hebreus aprenderam melhores técnicas de fabricação e obtiveram a receita. Pouco tempo depois, já existia na cidade uma famosa rua de padeiros. Ao longo dos séculos, o pão tornou-se um alimento indispensável para grande parte dos povos e no século XVIII os primeiros nutricionistas, Billón e Payeu, provaram que o pão é indispensável na dieta alimentar.

http://www.yuceajans.com/help-to-write-a-essay-for-online/ Em Portugal, o pão é mesmo um alimento indispensável no dia-a-dia e está presente desde o pequeno-almoço (café da manhã), até as principais refeições, podendo ser confeccionado nas entradas, pratos principais e até nas sobremesas. São variados e saborosos os pães portugueses, de côdea (casca) estaladiça, rústicos ou mais levinhos, sejam de trigo, centeio ou milho, ou ainda a mistura destes cereais, por aqui há pão para todos os gostos, agradando gregos e troianos… hehehehehe…

IMG_5677

http://comsaltoalto.com.br/?p=custom-writing-paper 1. Açorda; 2. Folar de Trás do Monte; 3. Pão de Deus; 4. Rabanadas.

http://organizedandsimplified.com/?p=companies-that-help-with-college-essay-writing

custom essay services Cada região tem o seu pão característico e muitos deles tem interessantes histórias, como por exemplo a “bola” de Trás-os-Montes: como memorial da apressada partida do Egito para a terra prometida, os judeus não comem nem pão fermentado nem carne, desde o início do ano religioso. Então os cristãos novos de Trás-os-Montes resolveram “esconder” a carne dentro de pães, surgindo assim as bolas e os folares. Assim como as freiras, que para consumirem ovos nos 40 dias de jejum, criaram o pão de ló, hoje mais consumido na forma de bolo.

http://innovative-emotors.com/evaluation-essay/ Mas o mais “versátil” pão português é com certeza o pão alentejano. Marco da gastronomia portuguesa e base de muitos pratos típicos da província do Alentejo. O pão dessa região tem um sabor ácido, a côdea rija (casca dura) e sem brilho e é usado em açordas, ensopados, migas, bolos, fatias douradas, ou simplesmente para acompanhar a refeição, para petiscar antes do prato principal com queijos, enchidos, azeitonas e até frutos secos e é uma das principais iguarias da gastronomia alentejana.

IMG_5676

life philosophy essay 1. Pão Alentejano (fatiado); 2. Migas; 3. Pão Alentejano recheado; 4. Pão Alentejano.

dissertation oral defense powerpoint presentation Muitos nomes diferentes, muitos tipos diferentes, a gastronomia com pão é variada e deliciosa, sejam pratos doces ou salgados, vale a pena provar todos, e depois muito exercícios e ginástica para não levar um susto quando subir na balança… hehehehehe…

http://leuu-de35.com/?q=write-my-paper-for-me-fast Então, coma pão com moderação… hehehehehe

watch Bjinhos

http://www.pedijatrija.org/?bac-argument-dissertation Texto por Lívia Souza

http://luxwarranty.com/university-of-south-carolina-application-essay/  

Leia Também:

Comidas Criativas com Pão

Portugal: a Terra do Bacalhau

Doçaria Tradicional Portuguesa

2 comentários sobre “O que não falta à mesa dos Portugueses?!?!

  1. Pingback: Coisas e situação que os brasileiros estranham em Portugal #2 | Nick na Europa

  2. Pingback: Queijos de Portugal - Nick na Europa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *